Coworking para psicólogos: dedicação plena aos pacientes.

Com a estrutura de um coworking, o profissional pode atender clientes, fazer networking e ainda promover eventos de debate na comunidade.

Quando se fala em espaços compartilhados, logo se pensa em profissionais que trabalham basicamente em seus notebooks sem desgrudar da internet um só minuto. Em grande parte, sim, os coworkers costumam ser um público jovem, antenado e com profissões que há 10 anos sequer existiam – pelo menos não como nos moldes atuais. É aí então que o coworking para psicólogos entra para mostrar que as áreas mais tradicionais também se beneficiam dessa nova forma de trabalhar.



Redução de custos é ponto chave para quem está começando


Logo de cara podemos perceber como a redução de custos é um ponto muito tentador para os especialistas da Psicologia. Todo início de carreira é difícil e, quando você precisa cuidar de tudo sozinho, inclusive das despesas para manter seu negócio de pé, os obstáculos podem acabar virando maioria na sua trajetória profissional.

Dessa forma, não há porque ficar se preocupando em montar uma sala comercial com inúmeros concorrentes diretos no mesmo prédio quando se pode criar um espaço totalmente inovador em um escritório compartilhado.

Com a estrutura de um coworking, um psicólogo pode atender clientes, fazer networkingpara novas parcerias de trabalho e, se for do perfil dele, ainda pode utilizar o espaço para promover palestras, cursos e eventos de debate na comunidade.


Tranquilidade para atender os pacientes


Por ser um ambiente de trabalho compartilhado, muita gente se questiona como os psicólogos farão seus atendimentos clínicos sem que haja um constrangimento do paciente. Mas é claro que as consultas privadas serão feitas em salas compatíveis, uma vez que a maioria dos coworkings já oferecem uma grande porcentagem de seus espaços em salas privadas.

O bacana é que o profissional pode fechar um acordo especial com o escritório, com parte de seu tempo trabalhando em estações compartilhadas e o restante do tempo, quando for fazer atendimentos, pode ocupar uma sala privativa ou ainda uma sala de reuniões. Opções não faltam!

Outro ponto positivo é que muitas vezes o cliente pode se sentir um pouco tenso em ambientes que lembrem consultórios médicos muito formais e padronizados. Para uma consulta com um psicólogo, é importante que o paciente se sinta confortável, e nisso o ambiente mais leve de um coworking pode ajudar muito.


Fonte: Materia de Tuani Mallmann, https://coworkingbrasil.org/news/coworking-para-psicologos/



Co.Working Mangabeiras - uma conexão com sua melhor versão.