Cuidar do corpo, da mente e das emoções é a saída para envelhecer com saúde

“Quando falamos em ‘envelhecimento natural’ nos referimos ao processo de senescência, que exclui a presença de doenças”.


O modo de vida moderno e urbano esconde várias situações que podem prejudicar o processo de envelhecimento saudável e natural.


Mesmo o envelhecimento natural já apresenta uma série de mudanças no organismo humano.


“Talvez, uma das principais seja a redução da massa, da força e da função muscular”.


A partir dos 30 e 40 anos há a perda anual de cerca de 1% da massa esquelética e uma perda ainda maior de força muscular, o que afeta a funcionalidade e a qualidade de vida do idoso.


“A redução, em especial, da força e função muscular é relacionada à maior ocorrência de quedas, redução da atividade física espontânea, surgimento de dependências e diminuição da qualidade de vida”.


Também é comum a diminuição da capacidade de enxergar objetos próximos e a redução da audição, paladar, olfato e da fome.


Por fim, na terceira idade também ocorre uma diminuição da reserva funcional de diversos sistemas do organismo, “o que reduz a capacidade do idoso de resistir a fatores estressores como infecções, medicações e traumas”.


Atualmente estudos mostram que no envelhecimento não existe uma perda de funções do cérebro, mas a diminuição da velocidade de transmissão de informações entre algumas áreas do sistema nervoso.



O peso do estilo de vida


Se durante o processo de envelhecimento ocorrem tantas mudanças no organismo humano, elas podem ser agravadas dependendo do estilo de vida de cada pessoa.


A forma como cada um levou sua vida também pode resultar em novos problemas para a saúde, contribuindo inclusive para uma maior incidência de doenças neurodegenerativas, como o mal de Parkinson e Alzheimer.


“Ao mesmo tempo em que alcançamos uma evolução, em que conseguimos remédios e procedimentos, cada vez nos estressamos mais. Nossas necessidades aumentaram”.


A vida moderna permitiu que mais pessoas chegassem à terceira idade, e no futuro teremos cada vez mais idosos no mundo.


“Acho que o segredo agora é descobrir porque alguns envelhecem sem nenhuma degeneração, o que no cérebro deles é diferente da maioria, porque hoje é muito grande o número de pacientes idosos com doenças neurodegenerativas”.


A importância de uma vida mais regrada para alcançar uma velhice sadia, o consumo de alimentos integrais, sem agrotóxicos, e a redução do consumo de carne, e o exercício continuo do corpo, da mente e das emoções.


Cuidar do corpo, mente, espírito e emoções é importante para se livrar das doenças e garantir uma vida mais saudável.

Co.Working Mangabeiras - uma conexão com sua melhor versão.