(RE)INVENTANDO O TRABALHO

Atualizado: Ago 14


"O próprio conceito de economia compartilhada como conhecemos hoje — principalmente envolvendo a tecnologia nas transações de serviços ou produtos peer to peer, ou seja, diretamente de uma pessoa para outra — surgiu em uma crise. "Era algo que já existia, mas que foi ganhar corpo a partir de 2008. Foi com essa questão da crise que ganhou força a ideia de 'não preciso investir, posso simplesmente alugar e compartilhar, começa até a haver uma mudança cultural, sai um pouco daquela ideia de propriedade, e percebo que não preciso ter algo para usufruir."


Tendências comportamentais começam a surgir em resposta ao cenário atual. As empresas, os profissionais seguem demandas apresentadas pelo mercado, e para se manterem competitivos, precisam dançar conforme a musica. Flexibilidade, mobilidade, liberdade, sao palavras de ordem para os negócios a partir de agora.


Uma tendência de compartilhamento que vinha crescendo antes da pandemia e, ao que tudo indica, pode se adaptar e até ganhar força, é a do coworking. A plataforma Coworking Brasil, que reúne informações sobre esses espaços no país desde 2015, registrou um crescimento de 25% de 2018 para 2019 nesse mercado.


Por enquanto, os espaços desse tipo no Brasil estão sentindo os reflexos da pandemia e dois em cada três estão fechados, também segundo a Coworking Brasil. No entanto, com as mudanças no regime de trabalho trazidas pela pandemia, principalmente com o trabalho remoto, há espaço para crescimento.


Uma das tendências é que nem todos os trabalhadores voltem a frequentar o escritório ao mesmo tempo, por oferecer um risco para a saúde em um momento como este. A tendência é, portanto, diminuir a densidade de pessoas no escritório para evitar a transmissão do vírus.


Mas isso exige a realocação de funcionários, e, sem um local ideal para trabalhar em casa, muita gente pode preferir o coworking.


"Se o cenário pós-pandemia for mais seguro — com vacina e um medicamento eficaz —, a tendência é que a economia compartilhada retome o curso com mais rapidez", avalia ela. "As pessoas vão recuperar a confiança e vão retomar naturalmente essa coisa que é intrínseca do ser humano, que é a vida em sociedade.".   Voce ja ouviu falar em Coworking da Beleza? Fonte: https://tab.uol.com.br/noticias/redacao/2020/05/15/com-a-pandemia-de-covid-19-o-que-sera-da-economia-compartilhada.htm?cmpid=copiaecola Leia também ...

Líderes contam como estão lhe dando com as tendências que vieram pra ficar